Conheça os políticos do RS que são contra os animais

           

Adriane Rog
aneane_8@yahoo.com.br

Como tem sido enviado por todos amigos, avisos de que este ou aquele candidato as próximas eleições, legislativas principalmente, pelo Rio Grande do Sul (Senado, Câmara Federal, Assembleia Legislativa Estadual), tem se apresentado como candidato a cargo eletivo. Lançamos mão de algumas informações encontradas nas épocas de atuação de alguns candidatos, como vereador, deputado, senador, governador, que tenham haver com o bem estar animal, bem como os que se posicionaram contra a causa.

Não pretendemos impor, nem pedir, ou exigir votos para um ou outro candidato, deixamos a que cada cidadão, livre e democraticamente, de acordo com sua própria conciencia, tome a decisão que julgar mais acertada para os fatos.

Começamos pela nomenclatura daqueles que votaram contra legislação especifica que visava o bem estar animal e proteção do meio ambiente.

CARLOS ATILIO TODESCHINI – 13001 – PT.
Este vereador em Porto Alegre, reeleito em 2008, votou contra a lei Sebastião Melo, lei 10531 de 10.09.2008.
Ainda como presidente da COSMAN, numa manobra politica, tentou promover uma votação de abertura, de poder eutanaziar animais em Porto Alegre, contrario a lei 13193 de 30.06.09, chegando a alegar ter sido atacado por cão na rua, sem qualquer registro no HPS, com isto tentado burlar a Lei Carlos Gomes. Foi apartado por Beto Moesch e Dr. Thiago Duarte PDT. Não tendo sucesso na sua iniciativa.

EDSON LUIZ PORTILHO (Profº Edson Portilho) 13160 – PT.
Vereador em Sapucaia do Sul, ex-Deputado Estadual RS em 2001, foi autor do nefasto, projeto de lei estadual 282/2003, em que torna-se permitida a tortura de animais quando parte de “cultos e liturgias das religiões de matriz africana”. A votação estava marcada para o terceiro quadrimestre de 2004, mas Edson criou um regime de urgência, em uma manobra injustificável que retirou a voz de qualquer oposição. Após uma votação de 32 contra 2 votos, seres vivos podem agora ser mutilados e feridos e suas vidas podem ser, simplesmente, descartadas uma vez não sirvam mais para o ritual.

MAURO CESAR ZACKER (Mauro Zacker) 12180 – PDT.
Recentemente, votou contra a queda dos vetos do executivo a lei que regulamentava o comércio de animais na capital gaúcha, Lei 10.933 de 14.07.2010, de autoria de Beto Moesch, principalmente os artigos que impunham sofrimento e desgaste dos animais.

ANTONIO SILIPRANDI (Jacaré) – 45015 – PSDB.
É empresário em Carazinho e Passo Fundo, 51 anos, dono de casas lotéricas, é sua primeira candidatura a Deputado Estadual, sendo sua propaganda toda feita com panfletagem da Rinha de Galos. Com o slogan “Para o esporte ser legalizado”.

Reprodução de propaganda do candidato Jacaré resssaltando a legalização das rinhas de galo


Junto com sua possível atuação em favor das rinhas galisticas, tem o apoio de outro galista que concorre a Câmara Federal.

LUIZ CARLOS TRAMONTINI (CARLÃO) – 1121 – PP.
Galista que vai lutar junto com o Jacaré para aprovação de lei que libere as Rinhas de Galos no país.

PAULO R. D. BORGES (PAULO BORGES) – 25000 – DEM.
Levou nosso voto, tendo em vista ter se destacado por reportagens na RBS TV com defesa de animais, após eleito jamais fez qualquer ação em favor dos animais, seu antigo cabo eleitoral, nos enganando direitinho. Desta feita não vai levar-nos ao mesmo erro.

ONIX DORNELES LORENZONI (ONIX) – 2522 – DEM.
Candidato novamente a Deputado Federal, veterinário, nos passou a ideia de lutar pela causa animal, porem, jamais se fez presente em qualquer ato de defesa animal. Nos levou a primeira votação, mas não pretendemos repeti-la novamente. Existe gente mais competente atuando neste ramo.

Ainda estão na nominata de candidatos, os que votaram contra a causa animal:

ALDACIR JOSÉ OLIBONI – PT – 13580
ALCEU DE OLIVEIRA ROSA (BRASINHA) PTB – 14118.
RAUL TORELLI FRAGA (Dr. RAUL) PMDB – 15888.

CONVÉM não esquecerem que os votos para os seus partidos poderão levá-los ao mandato legislativo pelo coeficiente.

PARA O SENADO:
GERMANO ANTONIO RIGOTTO – PMDB – 151
Quando governador do Estado do Rio Grande do Sul foi o responsável por sancionar a nefasta lei do Prof. Edson Portilho, sem emendas ou ressalvas.

ALCEU BARBOSA VELHO – PDT
Em Caxias do Sul o então vice-prefeito mandou cortar mais de 670 árvores nativas no parque da festa da uva para a construção de uma Cancha de Rodeios, uma Cancha de laço. Foi o maior crime ambiental e contra  os animais da cidade de Caxias do Sul.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com