Livros infantis ajudam a formar consciência ambiental no Mato Grosso

Capa do livro de alfabetização (Foto: Divulgação)

A literatura infantil como instrumento de formação de uma consciência ambiental nas crianças ainda é pouco produzida em Mato Grosso, mas já existem trabalhos pontuais de professores alfabetizadores como os livros Conhecendo a Fauna do Pantanal de A a Z e Bichionário do Pantanal, de autoria da professora Iraci Conceição Romaggnolli Dias e editado pela Tanta Tintas. Outro destaque para publicações infantis mato-grossenses é Mundinho, de Richard Mason, também editado pela TantaTinta.

Para as pesquisadoras Nelly Novaes Coelho e Juliana S. Loyola e Santana, em um trabalho realizado a respeito da educação ambiental na literatura infantil, “partindo do atual conceito de literatura, como palavra nomeadora do real e como expressão essencial do ser humano em suas relações com o outro e com o mundo (ou com a natureza em geral), conclui-se que a literatura destinada às crianças e aos jovens é um dos instrumentos de maior alcance para a urgente conscientização ecológica desse grupo básico nas sociedades. A literatura infantojuvenil é um dos caminhos mais fáceis para a conscientização dos imaturos acerca dos problemas que a educação ambiental vem colocando para a sociedade e que estão longe de poderem ser resolvidos…”

Há 27 anos alfabetizando crianças de seis anos, a professora Irací Conceição fala com entusiasmo do trabalho que desenvolve no Salesiano Patronato Santo Antônio, no bairro Coxipó, que a motiva a escrever e criar com os alunos livros infantis focados na valorização e conhecimento dos bichos do Pantanal. “Através da publicação Conhecendo a Fauna do Pantanal de A a Z, alfabetizei meus alunos mostrando os bichos pantaneiros e ao mesmo tempo os incentivei à leitura. Tem sido muito gratificante porque abre o mundo imaginativo e elas aprendem muito melhor, além de descobrirem a vida animal deste lugar maravilhoso que é o Pantanal”, diz.

Iraci está desenvolvendo textos com histórias produzidas pelas crianças que envolvem lobos, onças, tuiuiús e peixes. Uma delas conta a passagem de chapeuzinho vermelho pelo Pantanal tentando salvar os bichos. “Na história das crianças, o lobo é do bem e precisa de cuidados”, conta. Existem várias publicações sobre o tema recomendadas por educadores ambientais para professores tais como Explorando ecoalfabetização, Pátio comestível da escola, Preparando o terreno, indicados pelo Instituto Ecoar.

Em Cuiabá, as livrarias disponibilizam muitos livros sobre educação ambiental. Entre eles Educação Ambiental, de Michele Sato, e Educação Ambiental – A formação do Sujeito Ecológico, de Izabel Cristina de Moura Carvalho. Os livros para crianças são na maioria de bichos. São feitos para colorir, uma maneira de aprender brincando.

Mais  informações:
Editora TantaTinta (Tel.: 65-3023-5714)
www.tantatinta.com.br

Fonte: Midia News

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com