Caça aos lobos cinzas pode ser autorizada nos EUA

           

Por Danielle Bohnen (da Redação)

Funcionários de Idaho disseram, na última sexta-feira, que vão lutar pela aprovação fiscal que permita matar centenas de lobos no estado, apesar de uma emenda aprovada no tribunal a favor da proteção dos animais da Ata de Espécies em Perigo de Extinção.

De acordo com o jornal Informador, em uma conferência por telefone com jornalistas, funcionários de “Juego y Pesca” de Idaho, disseram que estão decididos a levar a cabo o plano que busca reduzir a população de lobos do Estado em mais de 40%, que visa reduzir de 845 indivíduos para cerca de 500.

Uma alcateia, em particular, que tem cerca de 100 animais no norte de Idaho, seria reduzida em 80%. Montana, o segundo Estado onde o lobo cinza voltou a ser uma espécie considerada em risco de extinção, possivelmente, faça o mesmo que Idaho e peça permissão para reduzir a população por meio da caça “legal” com licença ou equipes governamentais de caçadores.

Foto: Informador/ Reprodução

A caça de espécies incluídas na lista de proteção federal da Ata de Espécies em Perigo de Extinção é proibida. Mas ambos os Estados podem buscar permissões especiais por meio de estatuto que permita caça predatória e sacrifícios limitados para reduzir as alcateias.

Os poderosos interesses dos rancheiros dos dois Estados foram contra o reingresso dos lobos na região há 15 anos e continuam resistindo à proteção federal dos animais, por alegarem a ameaça ao gado. Os caçadores “esportistas”, sem o menor escrúpulo, queixam-se que os lobos matam os animais grandes, como os alces, que são seus alvos.

“Nossa preocupação é sobre o gado e as manadas de alces”, disse o vice-diretor do Departamento de Pesca e Jogos de Idaho, Jim Unsworth, tentando justificar.

Um juiz federal em Missoula, Montana, foi criticado, na última quinta-feira, pelos grupos conservadores ao ordenar que a população total de lobos cinzas do norte das Rochosas é considerada em perigo de extinção. Essa decisão reverteu uma decisão de 2009 do Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA, que tirou a proteção federal dos lobos em Idaho e Montana, mas a menteve vigente em Wyoming.

Na última contagem, em dezembro do ano passado, a população de lobos cinzas do norte das Rochosas, incluindo o Parque Nacional Yellowstone e a região em torno, estava estimada em 1.700 animais. Ecologistas afirmam que a população de lobos da região deve chegar de 2 a 3 mil indivíduos, para que seja considerada viável segundo os critérios internacionais.

Com informações de Informador

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo