População exige fim da cavalgada em Nova Trento (SC)

           

Se não pode correr atrás do boi, muito certo também não fazer o mesmo com o coitado do cavalo. 

O governo do Estado, por intermédio da Cidasc, que é quem cuida destes assuntos, está recebendo milhares de e-mails, de todo Brasil, pedindo que não autorize a realização da Cavalgada nos Caminhos de Santa Paulina, em Nova Trento, no último final de semana deste mês.

Os cavaleiros, liderados pelo ex-prefeito Ciro Roza, que criou o evento, têm de atender várias exigências, ignoradas até o ano passado, quando vários cavalos morreram de cansaço após ter que percorrer longos percursos, carregando montaria ou puxando carroças carregadas de gente. De cada animal será exigido comprovante de teste negativo de anemia infecciona equina,  atestado sanitário e de vacinação. Além disso, ao longo dos 45 quilômetros de percurso os cavaleiros têm de ter postos de descanso para os animais, com sombra, fonte de água, comida e um local para deposição de dejetos e esterqueiras.

Com todas estas exigências, o evento corre o risco de não acontecer, o que deve ser comemorado pela população de Nova Trento, que o repudia,  porque nada tem de religioso.

Fonte: ClickRBS

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo