Sete pessoas são presas por tráfico de cães na Espanha

           

Por Raquel Soldera (da Redação)

Sete pessoas foram presas por pertencerem a uma quadrilha de traficantes que importava cães da Eslováquia. Este é o resultado da Operação Noa, que identificou o envolvimento de dois estabelecimentos, de Lomoviejo (em Valladolid) e Arévalo (em Ávila), e vários membros do Conselho de Administração da Associação de Criadores Canina da Espanha. O grupo chegou a emitir 3.150 passaportes para os animais no ano passado, e 1.300 nos primeiros cinco meses de 2010.

Conforme divulgado pela organização espanhola em defesa dos animais, AnimaNaturalis, segundo informações da Direção Geral da Polícia e da Guarda Civil, as investigações começaram após a denúncia de uma organização de proteção dos animais de Ávila, que alertou que várias pessoas entraram em contato com a organização após a morte de filhotes recém-adquiridos em dois estabelecimentos de Ávila e Valladolid, após contrair a doença parvovirose.

Após o primeiro inquérito, apurou-se que um grupo de pessoas que aparentemente agiam da mesma forma, e cujo objetivo era o lucro financeiro, com uma média de cerca de 400 filhotes por mês importados de fazendas de filhotes da Eslováquia, sem as mínimas condições de higiene e cuidados veterinários.

As sete pessoas detidas pela Operação Noa são acusadas de crimes de fraude continuada, falsificação de documentos e conspiração para importar e vender os filhotes como se tivessem sido criados em Espanha, alterando a idade e outros aspectos legais. Além disso, cerca de 200 filhotes foram apreendidos, importados e prontos para venda.

Uma coisa é clara: não há comércio de animais sem a participação das pessoas. Se você deseja cuidar de um animal, adote, não compre. Animais não são objetos descartáveis, e não devem ser vendidos ou comprados como commodities. Graças ao interesse econômico, os animais deixam de ter o seu valor enquanto seres vivos e são abandonados e maltratados.

Os abrigos estão repletos de cães e gatos à espera de uma segunda oportunidade. Enquanto milhares de animais são sacrificados em abrigos, outros são submetidos a condições degradantes de maus-tratos e sofrimento, explorados em verdadeiras ‘fábricas’ de filhotes.

A adoção é a única maneira de evitar que mais animais sofram nas mãos de seres humanos.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com