A importância dos cuidados com a saúde bucal de cães e gatos

           

Os cuidados na manutenção da saúde bucal são importantes para os animais. Isso porque complicações com a mastigação, a falta de dentes saudáveis e dos tecidos que os envolvem podem comprometer o bem-estar de cães e gatos.

De acordo com a Associação Brasileira de Odontologia Veterinária (ABOV), 85% dos pets adultos apresentam algum problema dentário. E para tentar reverter o quadro, a odontologia em animais de estimação tem se modernizado cada vez mais, utilizando equipamentos e técnicas semelhantes aos de seres humanos.

Os cães também necessitam de cuidados especiais com os dentes Crédito: Flickr/CC - Rennett Stowe

A recuperação da estrutura dentária por meio de implantes, por exemplo, é uma das novidades da área, principalmente, nos casos de fraturas e perdas da coroa. Nesse sentido, a prótese metálica, metalocerâmica e resinas são as mais utilizadas.

No Brasil, as cirurgias de colocação de próteses dentárias ainda não são muito comuns. O médico veterinário Hebert Lima Corrêa, do Centro Odontológico Veterinário, explica que as pessoas ainda não estão informadas sobre essa possibilidade e também há poucos profissionais credenciados. “Poucos especialistas conhecem e dominam a técnica para indicação e colocação de implantes”.

Prevenindo problemas bucais

Para o dr. Hebert, os problemas bucais são uma questão cultural, e que muitos colegas de profissão não orientam os tutores sobre a saúde odontológica de seus animais. “É muito comum ouvirmos de alguns veterinários a frase: ‘deixa juntar mais tártaro para depois fazermos a limpeza’”.

Já para o veterinário Marco Antônio Gioso, professor da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (FMVZ-USP), é preciso que os próprios tutores estejam mais atentos à saúde bucal de seus animais. “As pessoas não olham a boca de seus animais, e quando percebem algo, a doença já está muito avançada”.

Os especialistas também concordam que é preciso conscientizar a população quanto à saúde bucal e citam como exemplo as ações da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária, da qual o dr. Marco é vice-presidente. No mês de setembro, a entidade promoverá a 4ª Campanha Nacional de Saúde Oral para Cães e Gatos, para conscientizar médicos veterinários e seus clientes da importância dos cuidados com a saúde bucal.

Aplicações de implantes dentários

É importante prevenir as doenças orais em seu cãozinho Crédito: Flickr/CC - SearchNetMedia

Segundo o dr. Hebert, os implantes podem ser indicados tanto na ausência de dentes, ou quando um dente não se forma, bem como para repor a perda natural de dentes. Ainda segundo o especialista existem vários modelos de implantes no mercado, que variam em seu formato, comprimento, tipo de rosca e tipo de material. Só vale ressaltar que os “implantes são desenvolvidos para humanos, consequentemente, existem limitações e desafios para utilizá-los nos animais”.

E dentre os problemas bucais que mais acometem os pets, e que podem ocasionar a necessidade de implantes dentários, está a doença periodontal, mais conhecida como tártaro, como explica o dr. Roberto Fecchio, especialista em odontologia do Hospital Veterinário Sena Madureira. “A doença é caracterizada pelo acúmulo de placa bacteriana e cálculo dentário, podendo causar a perda das estruturas de proteção e sustentação dentária”. Ele comenta ainda que em casos mais graves, o problema pode comprometer outros órgãos, tais como coração, rins, fígado e articulações, devido às bactérias provenientes da boca.

Tipos de implantes
O dr. Marco explica que o implante é um parafuso que se encaixa no osso, sobre ele ou no pino onde se coloca a prótese. Vale lembrar que, felizmente, o dente “falso” é igual a um natural, tanto na forma quanto na coloração. O veterinário afirma ainda que os mais comuns são as próteses de titânio, que se integram naturalmente ao osso de uma maneira muito firme.

Já a recuperação da cirurgia é bastante tranquila. “Em geral, eles comem no mesmo dia”, diz o dr. Hebert. No entanto, dar ossos ou alimentos duros para o animal logo após o procedimento não são aconselhados.

Fonte: PetMag

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo