CCZ de Volta Redonda castrou mil animais em um ano

           

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da Secretaria de Saúde de Volta Redonda (SMS) atingiu, na última semana, a marca de 1.000 animais esterilizados em um ano de funcionamento do Programa Municipal de Castração de Cães e Gatos. O serviço é gratuito e está à disposição da comunidade, com o objetivo de incentivar a guarda responsável, evitar o abandono e os maus-tratos, além de atuar na prevenção de zoonoses – doenças transmitidas por animais.

A castração é oferecida de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Os tutores dos animais devem morar em Volta Redonda e fazer o seu agendamento pelo 0800-251666 ou comparecer ao CCZ, na Avenida Paulo Erlei Alves Abrantes, nº 1323, ao lado do Campus UniFOA, em Três Poços.

No dia da realização da cirurgia é necessária a apresentação de cópia da carteira de identidade e comprovante de residência no município de Volta Redonda.  O serviço prioriza famílias de baixa renda e moradores de áreas periféricas e tem como critério a ordem de agendamento e o número de vagas disponíveis.

“Com a aprovação da documentação solicitada, o animal será submetido a uma consulta médica por um dos nossos veterinários para avaliação do seu estado de saúde e encaminhamento à cirurgia”, explicou o coordenador do Centro de Zoonoses, o veterinário Rogério José da Silva.

Ainda segundo o coordenador, após a castração será feito o cadastro do responsável pelo animal, que assina um termo de responsabilidade assumindo os riscos da opção pela cirurgia e se comprometendo com a continuidade do tratamento no decorrer do pós-operatório.

Castração

Segundo a lei municipal nº. 4.108,  a esterilização é  realizada em cães e gatos – machos ou fêmeas –  com no mínimo oito semanas de vida. A técnica utilizada pelo CCZ/VR para as fêmeas é a retirada de ovários, úteros e trompas. Para a esterilização de machos a técnica utilizada é a retirada dos testículos, ambas sob indução anestésica.

A retirada dos pontos será na data agendada pelos profissionais do CCZ/VR que, no decorrer da cirurgia do animal, orientarão o tutor sobre guarda responsável, educação e saúde animal. 

Fonte: Diário do Vale

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo