Ministério Público acompanha investigação dos cães enterrados vivos em Joinville (SC)

           

A investigação sobre o caso dos cães enterrados vivos na Secretaria Regional do bairro Costa e Silva, na zona Norte de Joinville (SC), ganhou a atenção do Ministério Público Estadual. A promotora Simone Cristina Schultz acompanhou a repercussão das denúncias e pediu informações à polícia sobre o andamento das investigações.

A promotora também enviou um ofício à Secretaria Municipal de Saúde para ter acesso à necropsia feita nos cachorros. Os animais haviam sido enterrados no dia 2 de fevereiro e foram recolhidos dois dias depois para análises laboratoriais.

O laudo que pode confirmar a causa da morte dos cães deve ficar pronto nesta quarta-feira (10). Funcionários do Pronto Atendimento (PA) Norte, que fica ao lado da secretaria do bairro, dizem ter visto um maquinista da Prefeitura amarrar os animais e depois os encobrir de terra com uma patrola.

Um gerente da secretaria do Costa e Silva, que teria autorizado o enterro dos bichos, foi exonerado. O operador da patrola responde a uma sindicância da Prefeitura. Os envolvidos também podem ser denunciados pelo Ministério Público.

“Além da questão ambiental, é possível que se aponte um crime contra a administração pública. Nossa ação vai depender da investigação policial”, afirma a promotora.

A delegada Ana Cláudia Pires ouviu quatro pessoas que afirmam terem visto os animais em bom estado de saúde momentos antes de serem enterrados. Ela também deve intimar o funcionário exonerado e o maquinista para deporem nos próximos dias. Ana Cláudia já pediu as fitas do circuito interno da secretaria do bairro.

As imagens, recolhidas pela Prefeitura, teriam registrado a ação do maquinista. A secretária de Gestão de Pessoas, Márcia Alacon, diz que o conteúdo do vídeo só será analisado depois que a abertura da sindicância for publicada, provavelmente esta semana.

Fonte: Diário Catarinense

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com