Protesto contra indústria de peles

           

Depois do natal, em Estocolmo, na Suécia, durante a semana internacional de protesto contra a venda de peles de animais, uma ativista fez um protesto muito peculiar contra a rede de lojas Max Mara, que vende pele em suas coleções de inverno. A ativista se vestiu de maneira muito elegante (usando um capuz com pele sintética) e entrou na loja com uma sacola dizendo à vendedora querer devolver um produto, alegando que a pele que ela queria ainda estava na vitrine (a Max Mara garante exclusividade em certos produtos).

A Max Mara foi escolhida como alvo do protesto porque grife continua a vender produtos de pele de animais no mundo inteiro.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo