Sumiço de cão mobiliza escola em Porto Alegre (RS)

           

Os alunos da Escola Municipal Especial Professor Luiz Francisco Lucena Borges, do Jardim Itu Sabará, em Porto Alegre (RS), não esboçam um sorriso há dez dias. O mascote Bob Borges não está entre eles. Desaparecido do pátio do colégio desde o dia 4, o ex-cãozinho de rua – mistura de vira-lata com Border Collie – era o xodó dos estudantes há cinco meses, quando apareceu na escola.

Cartazes em busca do mascote

Cartazes foram espalhados na cidae para encontrar Bob. Foto: Andréa Graiz
Cartazes foram espalhados na cidade para encontrar Bob. Foto: Andréa Graiz

“Ele estava magro e coberto de sarna e carrapatos. Alguns professores se uniram para tratar dele”, conta a professora de educação especial Maria Beatriz Guterres. Recuperado, ele ganhou o nome de Bob Borges e foi adotado pela escola. Em pouco tempo, os professores perceberam que o companheirismo dele poderia ser uma terapia para os alunos especiais. Quando um deles escreveu “Bob” como primeira palavra que aprendeu, ninguém mais teve dúvidas da importância do cão.

“Bastava alguém chegar no portão para ele acompanhar a pessoa. As crianças gostavam de dar carinho a ele”, revela a mãe de aluno Solana Franskowiack, 43 anos.

Preocupada com o sumiço do cão e a tristeza dos alunos, a professora lidera uma campanha para localizá-lo. Cartazes estão espalhados perto da escola e fotos foram postadas no Orkut.

Para ajudar

Informações sobre Bob podem ser passadas pelos telefones: (51) 3338-3350 e 9928-8850.

Fonte: Diário Gaúcho

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo