Cadela arrastada por caminhão faz sua primeira cirurgia

           

Por Karina Ramos (da Redação)

Para uma mestiça de pit bull chamada Holly, um dia faz muita diferença. Ela não balançou o rabinho na última segunda-feira (14). Aliás, ela mal se mexeu.

A cadela Holly, de um ano de idade, em fase de recuperação
A cadela Holly, de um ano de idade, em fase de recuperação

A cadela aparentemente pulou do caminhão de seu tutor e, ainda presa pela coleira, foi arrastada por cerca de duas milhas de distância pelas ruas de Port St. Lucie, na Flórida (Estados Unidos).

“Ela estava em extremo estado de choque e desconforto e, sem intervenção médica, teria morrido anteontem”, disse Leonard Fox, do Hospital Animal de West Port St. Lucie.

Leonard teve de amputar dois dedos da cadela, que estavam resumidos ao osso.

Com bandagens cobrindo metade de seu corpo, Holly tem mais cirurgias agendadas para a próxima sexta-feira (18).

A história da cadelinha comoveu a comunidade. A Humane Society de St. Lucie County ficou muito feliz com a resposta ao “Fundo para a Holly” que foi criado e o dinheiro não está vindo apenas de doadores locais.

Uma mulher da Carolina do Norte criou uma página no Facebook intitulada “Justiça para Holly”, que já arrecadou algumas centenas de dólares em doações. Também há uma lista de interessados em adotá-la.

Napoleon Davis, o homem que foi preso sob acusação de crueldade contra animais neste caso, insiste em dizer que foi um acidente. Ele disse que queria ficar com a cadela e que estava se dirigindo à Humane Society para vaciná-la.

Fonte: Animal Concerns

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo