Sea Shepherd inicia mais uma operação para salvar as baleias dos navios japoneses

           

Por Karina Ramos (da Redação)

A mais nova campanha da Sea Shepherd Conservation Society para interromper as atividades da indústria baleeira japonesa no Oceano Antártico já está em andamento.

O capitão Paul Watson e sua tripulação partiram, recentemente, no navio Steve Irwin de C-Dock, Victoria Quay, em Fremantle, com um grande grupo de apoiadores e a imprensa local que lá estava para a despedida. Uma visita surpresa de Terry, Bindi e Bob Irwin foi comemorada, com Bindi dizendo esperar que neste ano os japoneses não conseguissem matar baleia alguma.

Navio da Sea Shepherd enfrentando falso "navio de pesquisa" japonês
Navio da Sea Shepherd enfrentando falso "navio de pesquisa" japonês

“Estamos muito próximos de levar a frota beleeira à falência e acredito que afetaremos seus lucros significativamente neste ano e conseguiremos fazer a frota parar. Agradecemos todo o apoio que temos recebido ao redor do mundo, principalmente da Austrália, que faz com que tudo isso seja possível”, disse Paul Watson.

Recentemente, Paul também postou comentários em um artigo da Animal Concerns explicando por que essa operação pode ser a mais perigosa para a organização:

“Meu trabalho é dizer coisas que as pessoas podem não querer ouvir, fazer coisas das quais algumas pessoas podem discordar. Meu trabalho é incomodar as pessoas, salvar o máximo de vidas que for possível, balançar o barco e fazer ondas. Não estou aqui para ganhar concursos de popularidade ou o maldito Prêmio Ambiental Chevron. Não estou aqui para fazer falsas promessas e críticas açucaradas. Estou aqui para fazer a diferença e as pessoas podem argumentar se estou fazendo ou não. Não me importo, a história vai dizer.”

O outro navio da organização, o Ady Gil, partiu de Hobart, na Tasmânia.

Fonte: Animal Concerns

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo