Gatos que foram salvos por ativistas permanecem alojados, aguardando por adoção, na China

Por Vitor Marinho (da Redação)

close de gatos enjauladosCerca de 1.300 gatos resgatados da mesa de jantar enfrentam um futuro incerto enquanto ativistas buscam solução na municipalidade de Tianjin, no norte da China. Os gatos haviam sido trancados em jaulas de ferro em uma loja de Tianjin, para serem enviados a revendedores de carne na província de Guangdong, no sul do país, quando foram resgatados por mais de 100 defensores dos animais na terça-feira, 14.

O número de felinos resgatados foi previamente estimado em 800, mas os ativistas e voluntários encontraram 1.300 animais vivos e um pequeno número de filhotes mortos, assim como uma gata grávida também morta, segundo Wang, líder do resgate. “Mas nós podemos ter comemorado cedo demais. Os comerciantes injetaram estimulantes nos gatos para mantê-los vivos durante o transporte. Segundo a minha experiência, alguns gatos menos resistentes morrerão quando o efeito desaparecer em sete ou dez dias”, disse Wang.

Dois dias depois do resgate, todos os gatos ainda permanecem alojados em três salas de aula abandonadas de uma escola primária, no distrito de Hongqiao, em Tianjin, à espera de adotantes, disse Wang. Os ativistas e voluntários estão mantendo os gatos em centenas de gaiolas, cada uma contendo três indivíduos do mesmo sexo. Os moradores locais doaram alimentos e cobertores para os animais.

Mulher chora em protesto contra o comércio de gatos, em Guangzhou, China
Mulher chora em protesto contra o comércio de gatos, em Guangzhou, China

Perguntado para onde os gatos poderiam ir, Lu Di, presidente da Associação Chinesa de Proteção de Pequenos Animais, com sede em Pequim, disse que “uma base para animais abandonados será estabelecida em Tianjin para manter os gatos”. Lu disse que uma campanha de “doação de 1 yuan” será lançada em todo o país para financiar as bases para animais abandonados em 10 cidades, como Xangai, Guangzhou e Tianjin, onde o comércio de pequenos animais era comum.

“O número de animais resgatados é grande, enquanto a acomodação na base de Tianjin é bastante limitada”, disse Wang. “Talvez não mais do que 20% dos gatos resgatados possam ser abrigados. Mas, se soltarmos os 80% remanescentes, eles provavelmente serão capturados e comercializados novamente.”

Fonte: xinhuanet

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com