Muitos animais estão sendo vítimas da seca que já atinge três países da América do Sul

           

Por Raquel Soldera (da Redação)

“Se em dois meses não chover, vai ser um desastre”. Assim o produtor rural Francisco Fernández resume o drama que se vive na região do chaco central, no Paraguai. Ele diz que a atual seca é a pior em décadas.

Por não haver pasto nem água, as vacas morrem de fome e sede. “Quando se deitam por falta de forças, já não se levantam mais”, relata. Fernandéz diz que já morreram mais de 160 vacas no seu sítio.

Imagem: Reuters/ El Comercio
Imagem: Reuters/ El Comercio

No chaco paraguaio, cerca de 5 mil vacas e touros já morreram, e cerca de 15 mil animais poderão ser encontrados mortos por causa da seca que vem castigando a região.

O drama vivido no chaco paraguaio também alcançou o chaco boliviano, onde já morreram cerca de 2 mil bovinos.

Os efeitos da seca também são sentidos na zona do Tostado, na Argentina. “É muito difícil. Tinha 100 cavalos e me restam 15. Já morreram as vacas, os cabritos, as cabras”, diz Armando Bustos sobre a tragédia que causa a falta de chuva.

Com informações de El Comercio

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo