Depois de abandonar 10 cães, ex-tutor faz agora ameaças

           

imagem dos cães abandonados

Cinco dias depois de a Delegacia Especializada contra Crimes Ambientais e Proteção ao Turista (Decat), com ordem judicial, recolher e entregar para os cuidados da ONG Abrigo dos Bichos dez cães que deixou abandonados sem comida, água e no meio de fezes e urina em uma casa da Rua Cândido Mariano, no centro de Campo Grande (MS), o agora ex-tutor dos animais esteve há pouco na clínica veterinária Bourgelat onde os cachorros estão sendo tratados.

Disse que queria ver os bichos e tirar satisfações com a veterinária e assustou funcionários. “Me ligaram preocupados. Ficamos bastante assustadas e avisamos a polícia”, informou a veterinária e advogada Maria Lúcia Costa Metello, presidente da ONG depois de ligar para o delegado da Decat, Fernando Villa de Paula, que mandou comunicar ao cidadão que procurasse a delegacia, onde, para não ser preso em flagrante por maus-tratos, apresentou, no dia da apreensão, na segunda-feira (15), atestado alegando tratamento psiquiátrico.

Malu  informa que uma das cadelas, prenhe, sofreu cirurgia de emergência ontem para retirada de quatro filhotes que estavam mortos na barriga. “Isso a salvou. Se estivesse ainda na casa com certeza teria morrido”, contou. Dos dez cães, seis machos e quatro fêmeas, um está com leishmaniose e oito com anemia hipocrômica, informou Malu.

Fonte: Marco Eusébio in Blog

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo