Polícia investiga morte de 22 gatos em favela na Zona Norte do RJ

           

A polícia investiga a morte de 22 gatos, que foram (supostamente) atacados por cachorros no Morro São Carlos, no Estácio, na Zona Norte do Rio. A delegada titular da 6ª DP (Cidade Nova), Monique Vidal, informou nesta quinta-feira (18) que há indícios de que os pit bulls e outros cães ferozes que pertenceriam a traficantes seriam os responsáveis pelo extermínio dos bichos na comunidade.

A delegada explicou que é comum os traficantes e criminosos terem cachorros ferozes, que são utilizados para atacar a polícia e grupos rivais.

“Até o momento não podemos afirmar que foram os cachorros dos traficantes que mataram os gatos. Mas os indícios apontam isso. Muitos traficantes têm pit bulls, que é uma raça que, se não receber o tratamento adequado, pode ficar muito feroz, e utilizam o cachorro para afrontar os policiais”, informou a delegada.

De acordo com Monique, a denúncia foi feita pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, que, após uma visita ao Morro São Carlos na última terça-feira (16), constatou que os animais foram mortos por mordidas de cachorro.

Fonte: G1

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo