ONG de defesa dos animais critica Obama por morte de inseto

           

Há uma infiltração na Casa Branca! Não, não é espionagem. Mas há uma invasão de moscas na residência presidencial dos Estados Unidos, o que incomoda os responsáveis pela manutenção do edifício e irrita os assessores da presidência.

Barack Obama mata mosca durante entrevista para o canal CNBC na Casa Branca
Barack Obama mata mosca durante entrevista para o canal CNBC na Casa Branca

As moscas não perdoam nem o presidente. Durante entrevista com John Hardwood, para o canal de TV CNBC e o New York Times, terça-feira passada (16), uma mosca gigantesca passou boa parte do tempo voando por sobre a cabeça do presidente Barack Obama.

“Apanhei a pestinha”, o presidente se vangloriou, depois de abater a mosca com um tapa.

Um vídeo que registrou a cena se tornou sensação instantânea no YouTube, e resultou em queixas por parte da People for the Ethical Treatment of Animals (Peta), a organização de defesa dos direitos dos animais.

“Bem, creio que não se possa mais dizer que o presidente Obama não faria mal nem a uma mosca”, lamentou Alisa Mullins, da Peta, em texto veiculado no blog da organização. O grupo anunciou que enviaria à Casa Branca um de seus aparelhos Katcha Bug Humane Bug Catcher, que supostamente apanham insetos sem crueldade, para uso em “futuros incidentes com insetos”.

Membros da equipe presidencial afirmam que eles e seu chefe vêm sendo incomodados por insetos já há algum tempo, e que já presenciaram o “Primeiro Exterminador” impondo pessoalmente uma zona de exclusão de voo na ala oeste da Casa Branca.

“Ele as persegue no gabinete oval, e as ataca com folhas dobradas de seus relatórios”, disse Austan Goolsbee, integrante do Conselho de Assessoria Econômica da presidência.

Pergunta: você não gostaria de ser uma mosquinha voando pela Casa Branca, em uma época como a atual? Resposta: não muito.

Funcionários da Casa Branca dizem que medidas rigorosas de combate a insetos foram adotadas nas últimas semanas. Luzes que supostamente repelem insetos foram instaladas nas salas do Conselho de Segurança Nacional e no gabinete de imprensa do piso inferior.

Foram distribuídos matadores de moscas aos membros da equipe presidencial, e um deles, Brian Mosteller, estava de prontidão durante a entrevista televisiva de Obama na terça-feira (ainda que não tenha sido muito eficiente na função). Alguns membros da equipe solicitaram uma intervenção química contra os insetos, mas isso foi negado.

Não se sabe ao certo por que as moscas decidiram atacar a Casa Branca depois da posse de Obama. Rahm Emanuel, o chefe do gabinete civil da presidência, que derrubou uma mosca com um golpe aplicado com uma folha de papel em entrevista recente, diz que é culpa da abertura de certos dutos de ventilação na ala oeste.

Já David Axelrod, o assessor sênior do presidente, diz que a culpa foi de assessores descuidados que se esqueceram de fechar janelas desprotegidas por telas contra insetos, diz um funcionário familiarizado com as queixas.

Houve muitos relatos de infestações semelhantes em governos passados, entre os quais a interferência de uma mosca em uma entrevista que o vice-presidente Dick Cheney estava concedendo à agência de notícias Associated Press dias antes da posse de Obama.

“Nós sempre tínhamos muitos mata-moscas à mão, como eles fazem agora”, disse Dana Perino, porta-voz do ex-presidente George W. Bush. “Foi um problema que provavelmente herdamos da administração anterior”.

Fonte: Terra

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo