Vídeo que mostra amizade entre gato e ratos vira hit na internet

           

Por Ana Cardilho
em colaboração para a ANDA
Um vídeo que já virou hit na internet mostra que é possível a amizade entre gatos e ratos. Com mais de 2 milhões de visitas, o vídeo mostra uma relação de afeto entre um felino e dois roedores.  O gato chega abraçar os ratinhos, enquanto os roedores sobem em cima do felino, mostrando que a amizade entre os “ex-inimigos” vem de longa data. Clique aqui para assistir ao vídeo no YouTube.
Ouvi falar que sou um astro da internet… Mais de 2 milhões de pessoas já viram as imagens de um final de tarde em que estou com meus dois amigos aqui em casa. Tanto “barulho” para nada. Nunca viram um gato ser amigo de dois ratos? Por que não pode? Quem disse que gato e rato devem ser inimigos, afinal? Sei de histórias que mostram cães sendo amigos de gatos, salvando a vida de felinos, e de gatos que adotaram filhotes de galinha, por exemplo. Agora, só porque meus dois companheiros são descendentes do Mickey Mouse fica essa festa toda atrás de nossas imagens.
Por mim, tudo bem. Viramos celebridades. Daqui a pouco vão querer nossos autógrafos. É gozado…
Meus amigos são os ratinhos Tom e Dom. Eu sou o Jerry, claro. Contrariando a lógica de um desenho animado onde o gato, que se chamava Tom, vivia caçando o rato, que era o pequeno Jerry, aqui nós invertemos tudo. Tom e Dom são dois pequenos roedores e eu o gato malhado de plantão. Mas nesta casa ninguém caça ninguém. Somos amigos, brincamos o dia todo e, quando eu me canso e tento me esconder no cesto, para ter um pouco de privacidade, Tom e Dom me acham. Chegam pelo cheiro e invadem o cesto. Acaba que dormimos juntos, dividimos a comida, eles até gostam da minha ração, e eles me esquentam as patinhas. Além das cócegas… Nossa! Como eles fazem cócegas! A toda hora aqueles dois se grudam em mim. Correm pelas minhas costas, mexem em meus bigodes e me cheiram o tempo todo. Eu gosto de ficar de barriga para cima e eles passeando pra lá e pra cá. Também gosto de pegá-los pelos rabos compridos, mas sem machucar! Só de brincadeira. Hoje não sei mais viver sem Tom e Dom e garanto que eles sentem o mesmo. Somos inseparáveis.
Fico pensando com minhas pulgas que o ser humano deveria ser assim: amigo de verdade! Independente da origem, das condições, as pessoas deveriam se ajudar. Nós três nos coçamos as costas. Minha língua de felino é perfeita para coçar pontos nas costas que meus amigos não poderiam alcançar de jeito nenhum. Eu, apesar da flexibilidade natural da minha espécie, tenho cá meus pontos cegos também e eles passam as patinhas justamente onde mais preciso.
Uma beleza!  No mais, a vida é cochilo com eles por perto e as brincadeiras que vamos inventando. Já que estamos famosos no tal do “YouTube”, aproveito para dizer que não fizemos esforço nenhum. Esta amizade, entre gato e ratos, nasceu de modo natural. Esse negócio de espécies que devem se odiar e se matar deve ser coisa de gente grande. Grande e triste… gente muito triste… Ninguem deveria se odiar e se matar. Toda vida é sagrada e a diversidade é uma bênção. Sem ela, seria tudo igual e chato.
Bom, agora este gatão famoso e os ratos mais felizes do planeta, Tom e Dom, vamos estrelar mais um vídeo mostrando que “toda maneira de amar vale a pena”…
Ana Cardilho é escritora e jornalista. Com um olho na realidade e outro na prosa imaginária conta com mais de 20 anos de experiência em rádio e TV, tendo feito reportagens, edição e fechamento de telejornais e programas, e é ficcionista.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo