CATIVEIRO            

Urso cego quebra os dentes tentando roer barras de jaula que o aprisiona há 30 anos

           
Foto: International Animal Rescue (IAR)

A organização em defesa dos direitos animais International Animal Rescue (IAR) está realizando uma grande campanha pela libertação de Nelson, um urso-pardo que vive em uma gaiola minúscula há 30 anos na Romênia. O estado de saúde do animal é crítico, ele está cego e com problemas psicológicos. Nelson foi retirado da natureza quando era ainda um filhote, mas nunca perdeu o seu desejo de ser livre. Ele chegou a quebrar a maior parte dos seus dentes tentando roer as barras da jaula.

Foto: International Animal Rescue (IAR)

Ativistas afirmam que Nelson está longe de receber alimentação e cuidados adequados. Ele chega a ficar vários dias sem comer. A jaula do urso é cercada de arame farpado. Alan Knight, presidente-executivo do IAR, lamenta todo o sofrimento que Nelson está suportando. “Este pobre urso cumpriu uma sentença de prisão de 30 anos atrás das grades. Ele sofreu a tortura mental e física de uma vida inteira trancado em uma gaiola pequena e estéril, sem nada para diverti-lo ou distraí-lo”.

E completa: “Ele andou girando e girando por tanto tempo que deixou uma faixa no chão. Seus dentes estão quebrados de tanto roer as barras da gaiola. E cerca de dois anos atrás, o pobre animal ficou cego. Ele está com dores de artrite e agora também vive na escuridão. A sentença de prisão perpétua do urso não deve se tornar uma sentença de morte. Ainda há tempo para ele conhecer a bondade e a compaixão. Estamos pedindo ao governo armênio que mostre clemência a este urso, permitindo-nos resgatá-lo enquanto ainda há tempo”, concluiu.

Foto: International Animal Rescue (IAR)

Nelson vive em uma propriedade privada e o seu guardião, por lei, não é obrigado a entregá-lo, mas a IAR está tentando negociar a soltura do animal e o seu envio para o santuário da organização armênia Fundação para a Preservação da Vida Selvagem e Ativos Culturais (FPWC). Até agora, uma coalizão entre as duas organizações, que foi apelidada de ‘The Great Bear Rescue’ – libertou 30 ursos de propriedades privadas.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo